Adriana Calcanhotto se apresenta em Curitiba com o show Gal: Coisas Sagradas Permanecem

Compartilhar

Facebook
WhatsApp

Apresentação ocorre no Teatro Guaíra no dia 5 de maio. Ingressos estão à venda

 

No dia 5 de maio, a capital paranaense recebe o novo show da cantora Adriana Calcanhotto, “Gal: Coisas Sagradas Permanecem”, verso de Caetano Veloso na canção “Recanto Escuro”, que dá nome da turnê que passa pelo palco do Teatro Guaíra (R. XV de Novembro, 971), às 20h.

Os ingressos estão disponíveis com valores a partir de R$100 (meia-entrada) + 10% taxa adm, e estão disponíveis pelo www.brasilidades10anos.com.br .

O espetáculo, que nasceu a partir da ideia de Marcus Preto, produtor e diretor artístico de álbuns e shows de Gal Costa nos últimos nove anos, é uma homenagem à cantora, um dos nomes mais respeitados da música brasileira, que fez com maestria um trânsito fliuente entre a vanguarda musical e os hits das rádios populares.

A cantora gaúcha Adriana Calcanhotto assina a direção do espetáculo, ao lado de Preto, trazendo um repertório que atravessa diferentes momento da carreira de Gal, explorando também o cruzamento entre sua trajetória e a de Calcanhotto, como na canção “Esquadros”,  composição composição que foi para o disco da baiana “Aquele Frevo Axé”,  de 1998.

“Temos a presença dos poetas, algo que liga muito Gal e Adriana. O roteiro tem, por exemplo, Waly Salomão e Augusto de Campos, que escreveu a versão em Portugês de “Solitude”,clássico de Duke Ellington, gravado por Gal em “Caras e Bocas”, disco de 1977”, diz Marcus Preto.

O repertório de “Coisas Sagradas Permancem” ainda passa por canções que, de alguma maneira, desenham retratos de Gal, como a “Recanto Escuro”, “Meu Nome é Gal”, composição de Roberto e Erasmo Carlos”, e “Caras e Bocas”, que tem melodia de Caetano Veloso e versos de Maria Bethânia. O compositor Lupicínio Rodrigues, que tanto Adriana quanto Gal dedicaram tributos, também será lembrado.

“Buscamos contemplar o maior número de compositores possíveis no repertório, com olhar especial para as mulheres que Gal gravou, como Mallu Magalhães, que compos a faixa ‘Quando Você Olhar Pra Ela’, que foi para o álbum ‘Estratosférica’, de 2016”, completa Preto.

Depois da apresentação em Curitiba no dia 5 de maio, o show “Gal: Coisas Sagradas Permanecem” de Adriana Calcanhotto ainda passa por Belo Horizonte (7 de maio – Minascentro), São Paulo (11 de maio – Tokyo Marine Hall), Santos (12 de maio – Centro Convenções Blue Med) e Salvados (14 de maio – Concha Acústica TCA).

A realização do show na capital paranense é uma realização da Brasilidades e Parnaxx.

Ficha Técnica Nacional:
Adriana Calcanhotto em Gal: Coisas Sagradas Permanecem
Direção e Roteiro: Adriana Calcanhotto e Marcus Preto
Banda: Pedro Sá (guitarra), Fábio Sá (baixo), Limma (teclado), Vitor Cabral (baterial e percussões);
Cenografia e Arte Gráfica: Omar Salomão
Iluminação: Ana Turra
Maquiagem: Vini Kilesse
Engenheiro de Som: Duda Melo
Técnica de Monitor: Florência
Roadie: Lirinha
Roadie Adriana Calcanhotto: Jorge Ribeiro (Jorgito)
Produtor Artístico Adriana Calcanhotto: Lohan Abadala
Produtor Executivo Adriana Calcanhtto: Miguel Lavigne
Produtora Executiva (base): Giovanna Chanley
Produtor Executivo (viagem): Raphael Moreira
Coordenação Administrativa: Cristiana Miranda
Release: Leonardo Lichote
Direção de Produção e Empresariamento Adrianna Calcanhotto: Raphael Sant Ana e Diogo Pires Gonçalves
Produtor e Tour Manager: nilson Raman
Realização: Da Lapa Produções

Serviço:
“Adriana Calcanhotto em Gal: Coisas Sagradas Permanecem”
Data: 5 de maio (sexta-feira)
Local: Teatro Guaíra (R. XV de Novembro, 971- Centro – Curitiba)
Ingressos: A partir de R$100 (meia-entrada) + taxa adm – valor varia de acordo com o setor – pelo www.brasilidades10anos.com.br
Realização Curitiba: Brasilidades e Parnaxx
Mais informações: www.brasilidades10anos.com.br

Compartilhar

Facebook
WhatsApp

Deixe um comentário